17 agosto, 2010

Piada do funcionalismo público

Recebi por e-mail um pequeno conto bobo em forma de piada, mas que fala sobre a maior verdade que ronda o funcionalismo público.


O cara termina o segundo grau e não tem vontade de fazer uma faculdade.

O pai, meio mão de ferro, dá um apertão:

- Ahhh, não quer estudar? Bem, perfeito. Vadio dentro de casa eu não mantenho, então vai trabalhar...

O velho, que tem muitos amigos, fala com um deles, que fala com outro até que ele consegue uma audiência com um político que foi seu colega lá na época de muito tempo atrás:

- Rodriguez! Meu velho amigo! Tu lembra do meu filho? Pois é, terminou o segundo grau e anda meio à toa, não quer estudar. Será que tu não consegue nada pro rapaz não ficar em casa vagabundeando?

Aos 3 dias, Rodriguez liga:

- Zé, já tenho. Assessor na Comissão de Saúde no Congresso, R$ 9.000,00 por mês, pra começar.

- Tu tá loco! O guri recém terminou o colégio, não vai querer estudar mais, consegue algo mais abaixo...

Dois dias depois:

- Zé, secretário de um deputado, salário modesto, R$ 5.000,00, tá bom assim?

- Nããão, Rodriguez, algo com um salário menor, eu quero que o guri tenha vontade de estudar depois... Consegue outra coisa.

- Olha Zé, a única coisa que eu posso conseguir é um carguinho de ajudante de arquivo, alguma coisa de informática, mas aí o salário é uma merreca, R$ 2.800,00 por mês e nada mais...

- Rodriguez, isso não, por favor, alguma coisa de R$ 500,00, R$ 600,00, pra começar.

- Isso é impossível Zé!

- Mas, por quê?!

- Porque esses são por concurso, precisa de título superior, mestrado, currículo, bons antecedentes, experiência prévia... É difícil!

3 comentários:

Igo Araujo disse...

UAHuAHuHAuHAuHAUHAUhUAhUAHuA!!!

ótima!

só de ler essa já me desanima pensar em mestrado...

triste ver q o QI (quem indica) é mais importante do que saber alguma coisa. e ainda pior é a desvalorização desse saber...

flws
abçs

... f.O.c.U.s ... disse...

Por isso sou a favor da privatização de tudo que seja privatizavel, afinal, se ja fazem isso com serviços essenciais e não privatizaveis, imagina então como funciona essa barganha em empresas como o Banco do Brasil, a Caixa Economica Federal, a Petrobras, os Correios entre outros...

Veja o que aconteceu com a Vale do Rio Doce, atual Vale. Todos foram contra a privatização mas se tivesse permanecido publica, NUNCA que a empresa teria a proporção que tem hoje justamente por esse motivo, o "loteamento" de cargos.

... f.O.c.U.s ... disse...

Ai fico aqui imaginando, se a Petrobras hoje publica é uma grande empresa, imagina o que seria dela se ja tivesse sido privatizada?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...