09 agosto, 2010

Esclarecimentos

Algumas pessoas me criticam por falar mal do meu local de trabalho, a Secretaria de Economia e Planejamento do Governo do Estado de São Paulo. Mas o que essas pessoas não percebem é que meus comentários e minha clara indignação pelo modo como funciona esta Secretaria são feitos como cidadão e pagador de impostos. Todos nós temos o direito de saber o que acontece dentro dos órgãos públicos e o dever de cobrar melhorias.

Como funcionário desta Secretaria a pouco mais de um ano pude ver abertamente como funciona o Governo. Aprendi que não importa o partido no comando ou a história política de nossos governantes, o fisiologismo e a pouca importância com o bom andamento do sistema são regras seguidas à risca. A máquina estatal é gorda e lenta para satisfazer o prazer odioso pela burocracia que propicia a corrupção, tornando a transparência do poder público algo para ser visto apenas em livros de contos de fada.

A importância que dou ao ambiente político livre dessa sujeira de politicagem é vista como imaturidade. Dizem que "o Governo é assim", que "sem maracutaias e coleguismos não há política". Acontece que ter esse tipo de pensamento é o que faz ainda existir em nosso país absurdos como Paulo Maluf, "aloprados do PT", mensalão e outros casos mais que ficarão marcados para sempre na história política de terceiro mundo do Brasil. Enquanto as pessoas não acordarem para o que realmente importa e deixar de pensar que política é um caso secundário continuaremos esse país pobre, burro e atrasado.

Um comentário:

Igo Araujo disse...

as pessoas dão muita importância ao politicamente correto, sem perceber que esses são dois vocábulos paradoxais. qndo se trata de política brasileira tem mais é que abrir o verbo mesmo! O "politicamente correto" nunca mudou nada em nosso país. talvez a imaturidade mude.

flws
abçs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...