13 julho, 2010

Uns com menos direitos que outros


O amável deputado Zequinha Marinho (PSC/PA) tentará emplacar seu Projeto de Lei 7018/10 para proibir casais homossexuais de adotarem crianças e adolescentes. O argumento do nobre senhor com nome infantil é que casais do mesmo sexo "constrangerão" as crianças, causando problemas sociais e psicológicos.

Em tom bastante irônico, o deputado diz em seu Projeto de Lei que "tais casais" não podem ser considerados uma família por não serem compostos por um homem e uma mulher. É aquela velha história de que "se deus quisesse isso não teria criado Adão e Eva". Afinal, um casal composto apenas por homens ou por mulheres não é só inapropriado, como também imoral, grotesco e passível de punição, pois seu relacionamento "não é bem visto aos olhos do senhor todo poderoso".

Quando dizem que homossexuais não devem adotar não estão apenas tirando o direito do casal de constituir uma família de fato, mas também destruindo o sonho de milhares de crianças e adolescentes abandonados em orfanatos à espera do milagre de encontrarem um lar com pessoas que as amem de verdade. Por outro lado, proibir a adoção é impedir que cidadãos pagadores de impostos tenham os mesmos direitos que os outros "normais". Segregar uma parcela da população com a desculpa de uma suposta "proteção à criança" não é só inaceitável, como desumano. Todos nós devemos ter os mesmos direitos. Nem mais, nem menos. O direito de como todo cidadão brasileiro com impostos a pagar e deveres civis a cumprir, ser respeitado pelos demais e, principalmente, pelo Estado. Todos nós devemos exigir o que é nosso por direito. E não falo em revolução, e sim o que é certo.

Agora pergunto a você se esse deputado está realmente interessado em proteger as crianças indefesas sem família ou sua única intenção é defender sua religião, com seus dogmas, manias e preconceitos?

Se assim como eu você torceu o nariz para essa nova investida contra os direitos da população, entre em contato com o deputado com nome infantil e deixe seu protesto. O e-mail dele é
dep.zequinhamarinho@camara.gov.br. Vamos mostrar que de idiota só restou o nome dele. Porque já passou da hora da população ser mais ativa e cobrar daqueles que deveriam trabalhar por todos nós atitudes mais construtivas para tornar esse país de terceiro mundo mais civilizado.

2 comentários:

Amadeo disse...

Os políticos em geral já não fazem muito.. E muito me admira um desses que ao inves de caminhar, resolve voltar pra tras..

E brasileiro adora fazer piadinha de argentino não é mesmo? AO menos nisso nossos hermanos tão avançando muito na nossa frente..

otimo post!
Abração, até mais!

Igo Araujo disse...

Acho tão interessante perceber que argumentos religiosos não são nem de longe argumentos. Bradar aos quatro ventos que "Deus não quer" é a mesma coisa que não dizer nada. Mas num Estado em que a religião ainda é erroneamente valorizada e enraizada nas estruturas políticas, tem-se essas bizarrices: dogmas ditados arbitrariamente tem valor de argumento, tem valor de verdade...

Idiotas como esse deputado se esquecem que antes de serem homossexuais, as pessoas são exatamente isso, pessoas; com direitos assegurados pela constituição, sem necessidade de leis especiais. só que ninguém percebe isso...

abçs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...