01 dezembro, 2009

Arreganha mesmo, Emídio...

Nas eleições de 2004 para Prefeito, Emídio de Souza, então candidato à Prefeitura da cidade de Osasco, esbravejava a torto e a direita que achava ultrajante o duopólio formado por Viação Osasco e Urubupungá, duas das maiores empresas do setor de transporte de passageiros do Estado de São Paulo, que não só dominavam o sistema de transporte público da cidade, como também faziam o que bem queriam, em detrimento da população. No calor da campanha foram prometidas muitas coisas para a suposta reforma no setor. Fim do duopólio e fortalecimento da CMTO, a companhia de transporte da Prefeitura, eram algumas das principais medidas apresentadas pela campanha de Emídio. Era tudo muito lindo e poético.

Vencida a eleição, Emídio fez a única coisa que nossos políticos sabem fazer perfeitamente bem: arreganhou as pernas à iniciativa privada. Ele não só renovou os contratos com as duas empresas como também aumentou o valor da passagem de ônibus (indo para R$ 2,50) e pôs fim à CMTO, a tornando nada além de uma sigla gravada nos ônibus da cidade, numa tentativa de nos fazer crer que seja algo como a SPTrans da Prefeitura de São Paulo.

Atualmente, estamos aturando sua segunda gestão, e o glorioso Prefeito Emídio de Souza mostra ainda mais suas garras no bolso (e na paciência) da população de Osasco. Desde o começo dessa semana a passagem dos ônibus municipais passou a custar R$ 2,70, algo irreal se comparado às passagens da CPTM e Metrô (R$ 2,55) e dos ônibus municipais da cidade de São Paulo (R$ 2,30). E a comparação é impossível também na qualidade do serviço oferecido. Ônibus que chegam a demorar 3 horas para passar, sobreposição de linhas, falta de planejamento na distribuição dos ônibus nas linhas e veículos completamente desconfortáveis. Tudo isso agora custando R$ 2,70, um preço incompatível com a realidade e o bom senso.

Só de imaginar que esse nobre e amável político pensou realmente em ser candidato à Governador do Estado sinto asco por um dia ter cogitado dar meu voto à ele.

Um comentário:

Rick Galdino disse...

Já disse aqui: Osasco dá medo.

As cidades metropolitanas sofrem com essa politicagem. Se trocarmos alguns personagens do post, fica tudo muito parecido com Guarulhos.

Morava em Caraguatatuba, que tem um sistema de transporte infinitamente menor: 17 linhas. Nenhuma delas percorre mais de 20kms na ligação centro-bairro e sequer possuem integração (Bilhete Único). E o mercado é sumariamente restrito, a cidade tem 80mil habitantes e cerca de 20mil usam o transporte.

Valor da passagem? R$2,50.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...