12 agosto, 2007

Bando de merda!

Nesses dois meses que comecei a [supostamente] trabalhar na Construtora Andrade Gutierrez vi perfeitamente o quanto o brasileiro é acomodado, submisso, burro, vagabundo e ignorante.

O "supostamente" ali em cima é porque nesse emprego eu não faço absolutamente nada. Nada mesmo. Passo o dia ouvindo música, enviando e-mails, SMS e lendo livros. E não porque eu quero. É porque não tem nada mesmo para fazer.

E como um bom moço que quer [e precisa] de dinheiro, mas antes de tudo quer alguma atividade, me sentir útil, eu sempre reclamo para os chefes, mostrando minha insatisfação com essa situação ridícula. E qual não foi minha surpresa ao saber que todo mundo (todo mundo mesmo) reprova essa minha atitude. Alguns chegaram a falar que eu era burro por reclamar de não ter serviços para fazer, que o que importa é que eu estou ganhando.

Agora me diga uma coisa: onde pessoas com essa mentalidade chegarão? Como essa população tosca pode querer crescer na vida, querer que um país melhor, se ninguém quer trabalhar? E ainda por cima criticam quem quer...

A pior situação que passei foi com meu pai. Para ele, pobre deve aceitar isso e pronto. Não deve reclamar. Com esse pensamento de submissão não é a toa que ele foi peão a vida toda...

4 comentários:

Samuel Bryan disse...

eu ja lhe disse tudo o que tinha pra dizer...
voce esta tanto certo em muitos pontos como exaltado em outros...
e nao importa o quanto voce e seus pais pensem diferente...
eles são sua familia, o maior apoio que voce pode ter na vida.
aprenda que tudo precisa de um equilibrio para dar certo.

saudades!

Rick disse...

Eu acho que você tá certissimo, tem que reclamar sim, afinal mostra que você quer ser alguém nada vida, se você cair nessa de querer ficar "parado" só aproveitando, no final o prejudicado é você.

Abraço.

Raphone disse...

Eu vivo te zuando que você não faz nada no trabalho. Mas fui um dos primeiros a falar para você reclamar lá e dizer que realmente quer se sentir útil e honrar o dinheiro que recebe. Prá mim, um primeiro emprego assim seria bom ó, mas sei lá, qualquer um ganharia muito mais [tanto no pessoal, como no profissional (faustão rules)] com um currículo de EXPERIÊNCIA. Afinal, o que mais as empresas exigem hoje é experiência.

Marcelle disse...

Bom, eu sou suspeita pra falar ne, afinal, vim de uma familia de funcionarios publicos, avó, tias, pai, mãe, mas não é porque funcionário publico tem fama de vagabundo, a grande maioria, eu vou ser mais uma!!!!! Posso e quero fazer diferente, por mais que os chefes não queiram......
PS: "a chefe", né??????
kkkkkkkkkkkkkk

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...