09 setembro, 2011

Liberdade e privacidade segundo minha família

Segundo a mente interiorana dos integrantes da minha família o simples ato remoto de cogitar, imaginar ou sonhar ter uma vida independente, morando sozinho, desfrutando a privacidade e liberdade, é tido como desrespeito, falta de consideração e ignorância. Segundo a regra criada por eles um bom filho, se não casar, deve passar o resto de sua vida morando na casa dos pais. Se casar, deve obrigatoriamente construir um "puxadinho" no terreno e lá morar. Se não for possível, só é aceito que vá morar a uma distância de, no máximo, 15 minutos de carro. Nada de morar fora de Osasco. É obrigatório estar sempre perto e disponível à família. Se não o fizer, automaticamente você será considerado um inimigo.

Me espanta hoje em dia ter pessoas que cultivam esse tipo de pensamento caipira e limitado. Também me espanta as pessoas acharem que querer desfrutar a liberdade e preservar a privacidade são sinais de estupidez e ódio à família. "Como assim você não quer que eu diga como sua casa deve ficar???", "Por que não atendeu o telefone???", "Aonde você foi???", "Aonde você vai???", "Quem disse que você não precisa de mim???". Demonstrações  de autonomia não são bem vistas. Para eles, ser capaz de fazer tudo sem ajuda é motivo para briga. Para eles, você não precisar da família para sobreviver merece pena de morte.

3 comentários:

Igo Araujo disse...

Sua independente é ofensa porque eles não são. Só isso. Não aprenderam a se desligar e viver por si próprios.

Já ouviu aquele conto clichê de Platão do mito da caverna. Eles tem medo q vc saia da caverna e descubra um mundo q eles não podem e não querem apreciar.

abçs

FOXX disse...

ah que exagero, não é caipira e limitado, é o tipo de família que os brasileiros construem socialmente desde sempre. é o tipo de família dos brasileiros. não há o que fazer, só se adaptar.

Vinicius Giglioli disse...

muitos Km de distância o que acontece é o mesmo por aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...