14 agosto, 2009

Ambiente sujo

Sabemos quando o ambiente de um local de trabalho não é dos melhores quando você sente enjoo assim que coloca os pés no prédio. Mas o que leva o local de trabalho ser um completo inferno?

Em se tratando de um órgão público os motivos são vastos. Dos serviços burocráticos sem motivos até o inesgotável favorecimento a parentes e amigos, em detrimento aos concursados, legítimos detentores dos direitos oferecidos pelo Estado.

No Estado o mal maior se chama "comissionado". Funcionários com o rabo preso que ocupam cargos que poderiam ser de pessoas que passaram em concursos públicos por mérito próprio. E como se não bastasse, recebem salários exorbitantes se comparados aos que nós, concursados otários, recebemos. E isso para desempenharmos exatamente o mesmo serviço.

Lembro a todos que isso não significa que todos os funcionários com cargo em comissão trabalham apenas para sugar as tetas inesgotáveis do Estado. Muitos deles desempenham suas funções adequadamente, dando um brilho necessário aos órgãos públicos. Mas infelizmente é uma minoria.

O que acho mais engraçado é que ainda me perguntam "porque estou tão desmotivado". Não sei exatamente... Será que é porque recebo 4 vezes menos do que os de rabo preso? Será que é porque recebo míseros R$ 4,00 por dia para almoçar, quando o meu gasto é de pelo menos R$ 15,00? Mas também acho que o grande motivo, acima de tudo, é eu desempenhar um serviço de enorme importância para a população Paulista e receber pouco mais de R$ 600,00 por isso. Sem incentivos ou gratificações. E, claro, sem o menor preparo para tal função.

Somado ao desgosto profissional causado pelos motivos financeiros, há os motivos interpessoais. Pessoas que de inteligência podem ser comparadas às portas do banheiro, viram "chefes" pelo simples motivo de conhecerem as pessoas certas. A meritocracia é jogada no lixo para dar lugar ao coleguismo inconsequente. Quando um cargo é "criado" para dar lugar ao coleguinha chorão desempregado os que mais sofrem (se assim posso dizer) são os demais funcionários, que são obrigados a aguentar desaforos, engolir erros alheios e sorrir em momentos em que a única vontade é surrar a pessoa até a morte.

6 comentários:

Impractical and perfect ... disse...

Ohh Thiago, gostei do seu texto...

Mas com relação a sua desmotivação o que posso dizer é: "Tenho dó mais nem ligo...rs". Brincadeira, bom, acho o que le falta é motivação para nuscar algo melhor... não seria isso?

Marcelle disse...

Sem palavras para descrever a pura verdade do seu texto, muito realista, pena que certas pessoas não o leiam, afinal de contas a verdade sempre doí, não é mesmo?????

OPOSIÇÃO disse...

HIPE HIPE HURRA!!!

Suzan disse...

MEU CARO COLEGA, NÃO SEI SE APLAUDO, SE TE CARREGO NO COLO, SE CARREGO NOS OMBROS, JURO PRA VC QUE NÃO SEI, POIS SEU TEXTO ESTÁ FUNDAMENTADO NA MAIS PURA E CRISTALINA VERDADE.

COMO SEMPRE ESCREVENDO MARAVILHOSAMENTE BEM.

PARABÉNS.

Samuel Bryan disse...

calma, calma, amigo
rsrs
voce tem um potencial enorme, nao o desperdice apenas criando rancor e desprezo por fatos tão filha da putamente imutáveis.
lute sempre!

Cléverton Sant'Annna disse...

quanto puxa saco . rsrsrs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...