01 junho, 2009

A fazenda das subcelebridades


E foi dada a largada do mais novo reality show da TV brasileira, "A Fazenda".

Com uma seleção [duvidosa] de "artistas" sem talento e conteúdo, o programa consiste em trancafiar por 3 meses as subcelebridades em uma fazenda do interior de São Paulo, onde irão desenvolver atividades rurais e concorrer ao [mais do que batido] prêmio de R$ 1 milhão, em um programa que mistura "No Limite", "Big Brother" e "Casa dos Artistas".

O programa já começou "bem" ao fazerem os participantes passarem pelo teste da emoção, exibindo vídeos de amigos e parentes desejando boa sorte no jogo e dizendo que já sentiam saudades. Entre lágrimas e risos, Britto Jr. ainda nos agraciava com perguntas do tipo "Haverá fidelidade lá dentro?" (pergunta que fez à esposa do também artista "B" Latino). Isso já foi uma mostra do que há por vir (será que também haverá o "edredon da sacanagem", assim como o programa da rival TV Globo?)

E o que dizer da total falta de cérebro dos participantes? Atenção especial às mulheres. Moças de bom coração e rosto e corpo perfeitos, mas que pecam pesadamente no quesito "pensar", são mulheres que buscam o jeito mais fácil de alavancar a carreira artística que, querendo ou não, é mostrando bunda e peito em rede nacional.

Dei uma atenção especial à "atriz" Franciely Freduzeski. Atriz de paixão e mãe de coração, como fez questão de deixar bem claro, Franciely nem ao menos soube expressar algo que pudesse ser classificado como racional. E com seu jeito infantil de falar deixou mais do que claro que está no lugar certo. E daí imagine-se o nível das demais participantes.

E os homens? Alguns deles transbordando sensualidade e corpos esculturais (exceto, é claro, o sem sal Pedro Leonardo, o comum Jonathan Haagensen, o irritante Fábio Arruda e o sem graça Carlinhos da Silva), não passam de rostinhos bonitos, porque, assim como as mulheres, são desprovidos de qualquer talento que pudesse colocá-los entre os mais célebres do estrelato tupiniquim, restando apenas recorrer à ordenha de vacas em rede nacional.

Pelos próximos 3 meses sofreremos uma overdose diária de "A Fazenda", cujo único objetivo é perpetuar a cultura dos realities, programas sem propósito algum que carregam em sua alma o estilo de vexame público decorrente da falta de conteúdo que assola a TV aberta brasileira.


"A Fazenda"
Onde: TV Record
Quando: Todos os dias, às 20h30

6 comentários:

Thiago Almeida disse...

Perguntas que me faço (mas, não tenho nenhum interesse nas resposta):
- Quais serão os casais do edredon?
- Quem brigará com quem?
- Qual mulher apanhará de Dado?
- Entre outras.

Em suma, A Record quer ser a Globo a qualquer custo!

Gusta Fernandes disse...

Gostei da pergunta:

Qual mulher vai apanhar do Dado? kkkkkkkkk³

Não tem programa mais desprovido de cultura que realities... um monte de gente, fazendo nada (Argh!).

Na verdade a Record é a prima pobre da Globo, pega os artistas descartados pela rival e etc...

Mas, fico me perguntando qual será o proximo "original" programa de reality Show que eles vão inventar.

Abraço

Babalu disse...

não li o post por pressas múltiplas, mas isso foi liberado mesmo?! carai! lembro quando lialgo a respeito de "n" artistas estarem recusando essa coisa aí.......


mas enfim...


medo.. +_+

Vinicius Giglioli disse...

Texto ácido caro amigo,

Porem pura verdade.
As gostosas do Brasil sempre tem boas oportunidades, é só elas saberem aproveitar.

É mais 1 bordel em rede nacional para todos os tipos de gostos.

abraços

Thiago Almeida disse...

Levando em consideração que se trata de uma emisora (Record) com principios evangélicos, entre aspas!

Frederico Blahnik disse...

Nada contra... num tenho tempo de assistir nada mesmo...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...