03 junho, 2008

Péssima lição!


Todo professor estadual reclama de seu salário, de seu emprego, de sua vida, de seu mundo... Enfim, vivem reclamando de tudo e qualquer coisa. Mas quando o Estado oferece cursos de capacitação ninguém aparece. Quando o Estado promove eventos diversos ninguém aparece. Nunca fazem nada por merecer o aumento que tanto pedem. Nunca fazem nada por merecer o emprego que têm.

Hoje acompanhei minha tia, que é Diretora de uma escola estadual aqui de Osasco, em um curso de capacitação de professores em LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais). Uma ação muito válida da Secretaria da Educação, isso é indiscutível. Mas era só contar o tanto de gente que estava participando da aula para ver a vontade que os professores têm em melhorar seu próprio currículo. Da escola da minha tia foram apenas ela e mais uma professora. O restante não foi por pura preguiça, ou como eu prefiro dizer, por pura vagabundice.

Em mais uma tentativa de melhorar a educação do Estado, nosso Governador José Serra decretou o limite máximo de 6 faltas por ano por motivos médicos. E nem preciso dizer o quanto os professores reclamaram. Afinal, eles se acham superiores a qualquer outro funcionário de nosso planeta e querem faltar quantas vezes quiserem.

Outro motivo de brigas é a obrigatoriedade de uma certa prova anual para avaliar se os professores sabem alguma coisa de suas matérias. Quem não passar será impedido de pegar aulas no ano seguinte. E mais uma vez eles reclamam. Mas aí eu pergunto: para que tanta preocupação? A prova será sobre o conteúdo de sua matéria. Se um professor não sabe coisas que ele deveria ensinar porque então ele está ganhando??? Professor que não presta tem que ir para rua!

Estudei minha vida inteira em escola estadual. Da 1ª série do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. Então conheço muito bem as necessidades das escolas e os reais motivos para a nossa educação ser tão ruim. Não é por dinheiro e muito menos por vontade política. É por incompetência de professores e diretores, esses sim os únicos que podem realmente fazer uma enorme diferença dentro de uma escola, mas que ao invés disso preferem perder seu tempo reclamando e reivindicando coisas que não têm direito.

Eu sempre fui e morrerei sendo contra qualquer tipo de greve. E sou ainda mais contra greve de professores. Pessoas que não têm a coragem de assumir suas responsabilidades como educadores e fazer alguma coisa útil pelo futuro dessa joça de país.

23 comentários:

Frederico Blahnik disse...

Já fui professor durante 5 anos. Eu até gostava de dar aula. Mas qnd eu precebi q tava reclamando demais eu mudei de emprego.
No quesito greve, qnd eu faculdade, passamos 6 meses sem estudar e no final a greve nem ajudou tanto assim.
Quanto a competencia de profs e diretores, eu acho que de um tempo pra cá, alunos tem adquidido direitos demais e obrigações de menos. Os alunos estão prativamente passados de ano. Não faz muito tempo qnd fiz o 2° grau eram as 4 provas e pronto. Não passou, se lascou. Agora os alunos reprovam, fzem recuperação. Ou passam de ano e pagam a matéria em que foram reprovados. As coisas estão bagunçadas no ensino.

Dedinhos Nervosos disse...

Oi Thiago. É... esse é uma assunto delicado mesmo. Por um lado, profissionais que não têm vontade de expandir seus horizontes e investir em qualidade. Por outro, nossos governantes que pagam salário de merda para uma classe que deveria ser muito bem remunerada, uma vez que é de sua ossada formar outros profissionais. Isso é muito desanimador. Onde está o problema? Para mim, é como a famosa pergunta: quem nasceu primeiro? O ovo ou a galinha? Um círculo não tem começo, nem fim. Para funcionar, tem que mudar os 2.
Bjos.

MH disse...

Acho que professor, medico e policial tinha que ganhar os maiores salarios do mundo. Mas para isso, eles tinham que fazer por merecer...e muitos deles (nao todos, obvio) não fazer por merecer.

Jannice Dantas disse...

Vc q vê demais...nada contra...mas não é a minha praia...Qto a postagem, qdo eu era estudante adorava as greves, eu tinha a idéia que significava férias, poooode? Hj vejo o atraso q é tanto para alunos qto para os próprios professores. Perto da minha casa tem uma escola federal e fico observando os alunos em pleno período de férias tendo que estudar. Não só eles são prejudicados mas os pais tbm, pq ficam impedidos de viajar e curtir esse período em outra cidade. Além do mais, esse negócio de greve tá mais pra política do que p qualquer outra coisa. Ufa...acabei!

Victor* : ] disse...

; ]
concordo com vc, quando diz que os professores são responsáveis como educadores, de fazer alguma coisa pela joça do país que vivemos. Se eles que mexem com educação não fazem, quem vai fazer não é?
Afff
É por isso que o Brasil é do jeito que é. Pergunte pra qualquer político desses aí, qual o caminho pra um Brasil melhor, e todos vão dizer: EDUCAÇÃO. mas nenhum deles faz nada pra que essa EDUCAÇÃO melhore.
É assim.
Mas o Brasil é o país do futuro*
vamos esperar pra ver..
é o jeito.
^^

Cruela disse...

Reclamar é sempre mais fácil né?

Por onde vc tem andado?

Tá sumido.

rick galdino disse...

Eu sou professor na rede estadual... comecei como eventual... mas estou como ACT.

É uma moeda com duas faces bem distintas. Comparando com outras áreas, paga-se muito bem no inicio de carreira, mas isso não perdura por muito tempo, pois não há um plano efetivo de valorização do magistério. Para receber significativamente bem, professores tem de trabalhar por 32h aula, e a maioria diz que se fosse por 25h de trabalho, compensaria muito mais, não ´so financeiramente mas como tambem qualitativamente.

Tenho muitos colegas de trabalho (professores) dizem que gostariam de ter mais tempo para preparar suas aulas e disponibilidade de aperfeiçoar seus estudos.

Professores formados a 20 anos, não tem interesse ( e nem foram ensinados a tal) para lidar com a inclusão (LIBRAS), mas gostariam de aperfeiçoamentos na área de ensino, na área em que se formou... e isso não acontece.

Aqui é a soma do querer da pessoa com o do estado... um não ouve o outro e um quer mais é Fu... o outro.

PS: continuo dando aulas, mas já estou qrndo mudar de área.. isso pq ja leciono a tres anos...

Samuel Bryan disse...

reclamar e sentar é tããão bom
uhauhauahuahah

devia ver como é a greve dos professores aqui então...
é bizarra de tão badaladas ja q é o maior e mais forte sindicato do Acre

e ridicula, claro!
como a maioria das greves, mas eu nao sou totalmente contra nao

willotep disse...

Não gostei muito desse post.
Pois parece que você está puxando saco do nosso queridinho governador José Serra. Claro, corcordo plenamente, que os professores devem sim ter interresse e se capacitarem para, desta forma conseguirem um ajuste de salário.
Agora foi um exagero o seguinte comentário:

"Em mais uma tentativa de melhorar a educação do Estado, nosso Governador José Serra decretou..."

Para finalizar, não gostei do post por que o autor deixa muito claro sua visão sobre greve...sendo que esses tipos de comentários são mais particulares. Eu por exemplo SOU A FAVOR SIM ÀS GREVES, os trabalhadores devem lutar por seus direitos até porque está é um ato previsto em lei!

cotidianonacional disse...

Interessante artigo. E o pior é que esse problema dos professores vem do "berço". Tenho pelo menos um colega de faculdade dando aulas como professor eventual e já conhece todos os esquemas.

Inclusive já o peguei reclamando disso e daquilo outro, e de fulano e de sicrano... Disse, sem nem corar, que passa a matéria no quadro e "danem-se os alunos".

Cleyton Vilarino dos Santos disse...

Não sei quanto a sua cidade ou estado, mas na minha escola quando haviam cursos para qualquer coisa eram teleaulas com vagas limitadas e essas vagas (poucas vagas) eram todas preenchidas pelos professores. Não se trata apenas de um monte de vagabundo.. há vagabundos sim, mas algumas mediudas tomadas de última hora pelo governo em época de eleição são fora do contexto da escola pública.. deve haver uma reforma na base.. desde o início da educação.. mudar as regras no meio do jogo faz apenas com que os estudante se confundam mais ainda! (como no caso de um jornalzinho completamente fora do contexto de escola pública que foi aplicado no estado de são paulo).
No caso da prova aplica aos professores concordo com vc, mas infelizmente, existem outros problemas maiores. O professor não material para trabalhar (isso eu falo livros.. e de qualidade.. e que permaneçam com o s alunos) os alunos pedem maqis tempo copiando matéria do que aprendendo , o pouco tempo que sobra o professor é obrigado a explicar que nem a bunda dele pq senao não dá tempo de passar para a próxima matéria.. e assim vai.. e então entra na questão.. o cara não explica direito há 20 anos, vc acha que ele não vai se deficitar também, uma vez que ele não poe em prática tudo o que ele aprendeu?

Cleyton Vilarino dos Santos disse...

Hei!1 vc tirou meu blog dos seus favoritos no seu blog hein.. mow mancada!

Davi Arloy disse...

"Pessoas que não têm a coragem de assumir suas responsabilidades como educadores e fazer alguma coisa útil pelo futuro dessa joça de país."

UI!

ps: eu já assisti aquele episódio de Will and Grace, só não é melhor do que os da Anastacia Behaverhousen

HSUAIHSUAHSU MORRO COM ELA!

Abs

Anaria disse...

Meu, os caras ganham mau pra caralho!

Ocorre a migração das pessoas úteis para outras profissões, sobrando recém-formados idealistas (que duram pouco tempo pois a frustração vem à galope) e os filhos da puta preguiçosos mesmo...

Mas mesmo assim os caras ganham mau pra caralho

hahahah

' arcano disse...

Concordo com voce completamente. É. Concordo. A greve é tão banal e covarde quanto a educação brasileira, precisamos de professores - eles precisam de nós.

Seus textos sao incriveis *:

du_Santus disse...

adorei o texto! mtooo bom!!!

bem, minhas opiniões: alguns professores, principalmente de escola pública não acomodados, primeiro porque (até onde eu sei), se forem concursados não podem ser despedidos, ou seja, ruim ou não ele não perde o emprego... posso estar errado mas cargo público funciona assim! e outra coisa q eu acho q conta bastante é a escolha errada na carreira! qnd jovem, a criatura q se diz professor, escolheu física achando que ia ser um físico importante e fazer altas descobertas, o q não é bem assim... existem pesquisas na área ciêntifica no brasil, mas mto poucas, ou seja, qm não for pesquisador vira professor, uma coisa q ele não esperava e nem tem TALENTO pra ser. ai vira a m**** que está hoje.

outra coisa q vc disse que me chamou a atenção, foi o fato de dizer que a culpa da educação ser tão ruim no Brasil não é falta de dinheiro ou vontade política e sim de diretores e professores! Sim, a coisa é mais ou menos por aí. A maioria dos diretores de escolas são pedagogos, o que, nem de longe, é certo! Diretoria é um cargo administrativo e deverias se ocupado por um administrador. Óbvio que não dá pra ser um profissional completamente alheio da dinâmica de uma escola, mas uma pedagogo não está apto a ADMINISTRAR uma escola, pq ele tb não entende a dinâmica financeira e contingencial que a escola demanda.

Em resumo, tá tudo no lugar errado!!!

parabéns pelo texto!
abçs

MH disse...

postei la. abraçosssssss

Goku disse...

ai
me da teu baner quero adiconalo em meu blog
o meu blog eh de download mas eh bom ter um como o seu pra diversificar

o meu eh baixajah.blogspot.com
manda la o teu html do teu banner se tu tiver ne

Alcione Torres disse...

Você não pode sair por aí chamando os professores de vagabundos assim não!
Vou te contar algo que vc não sabe: muitos dos cursos oferecidos pelo governo pouco servem para os professores de verdade e, na grande maioria das escolas, os professores não são liberados de suas aulas para frequentar os cursos! Os diretores elegem alguns poucos, não sei baseados em que, e o restante não pode participar! Já dei curso de formação continuada em que alguns professores diziam que estavam ali contra a vontade de suas diretorias! Que sabiam que iriam ganhar a maior broca e que teriam que se virar em dois para repor as aulas que deixou de dar naquele período!
Você está falando coisa que não sabe, sobre um assunto que não a menor idéia! Se eu fosse você, não me queimava assim não! Seu blog não deve estar na comunidade Blogosfera Intelectual, pois, de intelectual, ele não tem nada!
Até sua apresentação, no blog, é presunçosa!

desuairma disse...

Sabe de uma coisa? Isso continuará enquanto o Brasil for um país sem ordem. Não adianta lamentar, reclamar. Se questionar talvez. Mas vivemos em uma desordem. Temos o que infelizmente não plantamos.

>>>Lis disse...

Se sem plantar já colhemos, imagina se os plantarmos? Então temos que expor nossa opinião sim, afinal é uma democracia. Que venhamos a gritar para as paredes, mas pelo menos estamos fazendo algo por essa "joça" de país como disse o autor do texto.
concordo com ele, tem professor reclamando sem fazer nada, essa classe já se acomodou. Não devia, mas se acomodou.
E onde entra nossa culpa?
Em nos calar diante disso tudo, resumindo, nos acomodamos também.

dora disse...

Não sei sua idade, mas deve estar fora da escola, porque vc não tem noção do que é enfrentado dentro das salas de aula, vc poderia ser professora pelo menos por uma semana, é uma tortura, mas o professor todo dia está ali procurando melhorar, a cada dia é uma nova esperança de mudança para melhor é claro, vc diz que professor reclama, e vc tá fazendo o quê, reclamando de uma coisa que nem sabe o que é, temos milhões de professores se formando e vão trabalhar em que, o jovem não quer nada com nada, nem seus pais tem controle sobre eles, o que dirá dos professores e diretores que tem tantas leis a favor do adolescente. Quanto a greve sou a favor, se não abrirmos a boca (qualquer categoria) como saberão da nossa insatisfação, como ajudarão? Seja voluntária em uma escola para saber da atual realidade e quem sabe talvez vc possa melhorar um pouco o seu discurso, não vá em uma escola de bairro nobre, vá até a periferia , não feche os olhos e quem sabe tenha argumentos para falar de educação. Seu texto é triste. Não perca seu tempo destruindo, faça algo para acrescentar. Pense. Você está ajudando? Em quê?

cotidianonacional disse...

Thiago

Eu já tinha lido esse texto. Realmente, quando conhece a situação dá para entender melhor o que vem acontecendo.

Eu venho fazendo estágio em escola estadual e tenho participado até das reuniões dos professores e também dos intervalos para o café.

Parece que todos esperam o fim do dia, do mês, do ano e talvez do mundo.

Eu não sei se dei sorte encontrando esse panorama, ou se foi azar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...